|

Tiro que matou capitão Moneta foi efetuado pelo diretor da Acadepol, em JP

A Polícia Civil afirmou na tarde desta sexta-feira (26) que o tiro que matou o tenente Erivaldo Moneta, morto após o atentado no presídio PB-1 em João Pessoa, foi disparado da arma pertencente ao diretor da Academia da Polícia Civil, Severiano Pedro.
De acordo com o superintendente da Polícia Civil em João Pessoa, delegado Marcus Paulo, o tenente estava na Acadepol no momento da explosão do PB1 e saiu com outros policiais em um carro modelo Ford Ka descaracterizado, usado pela inteligência da PM.
O diretor da Academia foi acionado e ao chegar no local, se juntou a outros agentes, dentre eles um PM. Eles perceberam que o prédio tinha sido atingido por disparos de arma de fogo e se esconderam no interior da unidade, efetuando disparos contra o carro da inteligência.
“Perceberam que vários carros passaram atirando. Os policiais civis que estavam de plantão ligaram para o diretor, que prontamente sai da sua residência e vai até a academia para constatar o que teria acontecido. Perceberam que vinha um veículo e vários tiros em direção deles, no sentido Centro de Convenções / Jacumã. Correm para entrar na Academia, se abrigam e começam a atirar, já pensando que era uma nova investida criminosa”, justificou.
Quando perceberam que se tratava do veículo da inteligência da PM, socorreram o tenente, que foi ferido com um tiro na cabeça. Mas ele não resistiu aos ferimentos.
Com T5

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Tiro que matou capitão Moneta foi efetuado pelo diretor da Acadepol, em JP"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias