|

MPE pede cassação de Lucélio e Manoel Júnior

O Ministério Público Eleitoral emitiu parecer favorável à cassação e à inelegibilidade do atual prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e do vice-prefeito, Manoel Júnior, nesta terça-feira (31), segundo o promotor eleitoral José Arlindo Corrêa, da 77ª zona eleitoral. A decisão é referente a supostas irregularidades apontadas durante as eleições de 2016.

O advogado da chapa declarou que a defesa está tranquila, porque, de acordo com ele, não houve ilegalidade no processo eleitoral de 2016 e todas as contratações foram rigorosas. Rodrigo Farias afirmou ainda que entende o posicionamento do Ministério Público, mas que há provas de que o processo ocorreu de forma legal.

Conforme informou o promotor José Arlindo, uma ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) foi instaurada em 2016. O processo é referente às suspeitas de abuso de poder econômico e contratação irregular de servidores. “Com um aumento considerável de servidores na Prefeitura [de João Pessoa], no momento anterior à eleição”, disse.

“Concluída a fase processual, eu requeri que fosse julgada procedente a AIJE, decretando-se a cassação e a inelegibilidade dos então candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente, Luciano Cartaxo e Manoel Júnior”, pontuou o promotor.

Em 2016, Luciano Cartaxo era candidato à reeleição para a Prefeitura de João Pessoa, enquanto Manoel Júnior estava concorrendo apenas à eleição para o cargo de vice.

O processo deve ser julgado pelo juiz da 77ª zona eleitoral, Manoel Gonçalves Abrantes, que irá definir uma sentença. No entanto, ainda haverá espaço para recursos.






G1

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "MPE pede cassação de Lucélio e Manoel Júnior "

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias