|

Polícia prende mãe de meninos que foram estuprados, agredidos e queimados vivos

A mãe das duas crianças mortas em um incêndio em Linhares (ES) no dia 21 de abril, Juliana Pereira Sales Alves, foi presa em Teófilo Otoni (MG), na madrugada desta quarta-feira (20). O pastor George Alves, marido dela, está preso temporariamente desde o dia 28 de abril e foi indiciado por duplo homicídio triplamente qualificado e duplo estupro de vulneráveis. Inicialmente, a Polícia Civil havia informado que a mãe não tinha participação no crime e não era investigada.
O mandado de prisão por homicídio qualificado contra Juliana Pereira Sales Alves foi expedido pela Justiça de Linhares na segunda-feira (18). No dia do incêndio, a mãe disse que estava em um congresso em Minas Gerais com o filho mais novo do casal.
O crime aconteceu no dia 21 de abril. Inicialmente, o pastor George Alves disse que as crianças morreram em um incêndio que atingiu apenas o quarto onde as vítimas dormiam. Mas, segundo a polícia, a versão dele não estava de acordo com os fatos apurados durante as investigações.
A Polícia Civil concluiu que o pastor George Alves matou o próprio filho, Joaquim Alves Salles de 3 anos, e o enteado Kauã Salles Butkovsky de 6 anos. De acordo com as investigações, as crianças foram estupradas, agredidas e queimadas vivas
Do G1

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Polícia prende mãe de meninos que foram estuprados, agredidos e queimados vivos"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias