|

Menino de 6 anos é estuprado dentro de escola, denunciam pais do garoto

A denúncia dos pais de um menino de 6 anos que foi supostamente estuprado dentro de uma escola em Itapajé, no Ceará, ajudou a polícia a prender dois suspeitos de cometerem o crime. A dupla teria abusado sexualmente da criança quatro vezes. A vítima contou à mãe que sentia fortes dores, mas demorou para revelar o que havia acontecido. A prisão ocorreu na quarta-feira (6).


“Eu perguntava se ele tinha certeza que nada tinha acontecido, e ele sempre respondendo que não. Quando foi mais tarde, a minha outra filha já dormindo, eu disse para ele: ‘a sua mãe é sua amiga, a mamãe sempre vai te proteger, você pode confiar na mamãe’. Aí ele me abraçou nesse momento e começou a chorar. Eu disse que ele não precisava voltar pra escolar se fosse o caso, aí ele começou a me relatar o que aconteceu, que o tio do colégio tinha feito uma coisa errada com ele”, relembrou a mãe, que preferiu não se identificar.


Após descobrir o caso, a mãe acionou o Conselho Tutelar. O garoto conversou com conselheiros e revelou que foi agredido no início da aula, na hora do recreio e uma vez no fim da aula. “Ele gritava, pedia socorro, mas os homens falavam que se ele gritasse iriam matá-lo, que tinham a placa do meu carro, iam me sequestrar e colocar veneno em mim”, contou a mulher.


Criança reconhece suspeitos


Por meio de fotos, o estudante reconheceu os suspeitos. O menino foi submetido a exames durane um período de três dias. “Ele disse que não podia fechar os olhos porque tinha pesadelo. Ele está na base de calmante e não quer dormir, começa a me chutar, está mais agitado e ele não é desse tipo. A minha outra filha não quer ir para a escola. Ela chora muito, não quer ver ninguém, está com muita dor pelo irmão”, disse a mãe da vítima.


Outras vítimas


A hipótese de que outras crianças tenham sido vítimas dos mesmos agressores não é descartada, segundo o advogado da família, Jarbas Alves. De acordo com ele, a polícia investiga se os homens abusaram de outros alunos. “É um crime hediondo porque a vítima é uma criança. Nesse tipo de crime, a regra é dura: não cabe fiança e nem tem liberdade provisória. Pela lei, eles vão ficar aguardando presos até o julgamento”, explicou Alves.


A escola, acrescentou o advogado, também pode ser responsabilizada pelo crime. “É um espaço que tem que dar atenção, proteção e segurança às crianças. E foram empregados desse estabelecimento educacional”


Notícias Extras

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Menino de 6 anos é estuprado dentro de escola, denunciam pais do garoto"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias