|

Ex-prefeito usava cargo fantasma para pagar pensão na Paraíba

Um ex-prefeito de Pilõezinhos, no Brejo da Paraíba, foi denunciado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) na última terça-feira (5) por ter utilizado o salário de um cargo fantasma para pagar a pensão alimentícia de seus filhos durante um período de quatro anos, compreendendo todo o seu mandato.
A ação civil pública foi ajuizada contra Rosinaldo Lucena Mendes e sua ex-companheira, suspeita de ter sido contratada justamente para o cargo fantasma. De acordo com a Promotoria de Justiça de Guarabira, ela recebia o salário sem precisar ir trabalhar, e todo o dinheiro público “gasto com a servidora” foi direcionado para a pensão alimentícia dos filhos do ex-casal.
No processo, a 4ª promotora de Justiça de Guarabira, Andréa Bezerra Pequeno de Alustau, observou que a ex-esposa de Rosinaldo figurou na lista de cargos comissionados de Pilõezinhos entre janeiro de 2013 e dezembro de 2016, gestão completa dele, embora não trabalhasse nem assinasse a folha de ponto, mas tivesse recebido remuneração, no valor de R$ 1.274,05, e até 13º salário.
O ex-gestor negou as acusações de que houve contratação da mulher como funcionária fantasma, ressaltando o fato de que ela é funcionária pública há mais de 20 anos, antes mesmo de ele assumir o cargo na prefeitura.
O Ministério Público exige que sejam bloqueados todos os bens de Rosinaldo Lucena até que atinja R$ 107.398,30, valor que corresponde ao enriquecimento ilícito obtido pela remuneração do cargo fantasma durante os quatro anos.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Ex-prefeito usava cargo fantasma para pagar pensão na Paraíba"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias