|

Mulher é enforcada até a morte pelo namorado dois dias após dar à luz

Um homem de 20 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (4/4) acusado de enforcar a namorada até a morte na Estância São Thomaz, em São José do Rio Preto (SP). A cuidadora de idosos Maria Fabrícia da Silva, de 36 anos, havia dado à luz uma menina no domingo (1º). A bebê era filha do assassino, o marceneiro Hiago Henrique de Souza, de 20 anos. Ele tentou ocultar o crime, simulando um latrocínio (roubo seguido de morte) ao pegar o celular, R$ 200 e documentos da mulher.

Além disso, Hiago registrou um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento de Maria Fabrícia. Porém, ao não demonstrar emoção ao denunciar o sumiço da mãe de sua filha, despertou a desconfiança dos policiais da Central de Flagrantes.

 
“Tinha uma investigadora de plantão, que é noiva de um investigador nosso. Ela achou a situação estranha, pelo nervosismo dele e anotou os dados. Posteriormente, quando a Central de Flagrantes foi comunicada do encontro do cadáver de uma mulher, ela ligou um fato ao outro e falou para o noivo”, disse o delegado Alceu Lima de Oliveira Júnior, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), ao site Diário da Região. O marceneiro foi interrogado e suscitou ainda mais dúvidas. “De imediato ele deu um fora. A gente não comunicou que ela estava morta e ele falava dela no passado. Falando que ‘tinha’ 36 anos,” contou o delegado. Hiago acabou confessando o crime.

Em depoimento, ele afirmou que havia brigado com a namorada na terça (3) e tentou acalmá-la com um passeio de carro. Porém, no meio do trajeto, parou o veículo e assassinou a mulher enforcada com uma golpe de gravata no pescoço.  Após isso, pôs lacres de plásticos, conhecidos como enforca-gatos, no pescoço de Fabrícia, abandonando o corpo logo depois. A criança não estava no automóvel quando tudo aconteceu.

Ainda que ela tenha sido assassinada pelo namorado, o crime não foi registrado como feminicídio. “Classificamos como latrocínio porque houve a subtração patrimonial. Ele se apoderou do dinheiro dela, que eram R$ 200, que ela havia acabado de sacar e do celular. Pelo homicídio ele poderia pegar pena de 12 a 30 anos e pelo latrocínio poderá ficar preso de 20 a 30 anos”. Hiago foi apresentado na audiência de custódia, onde o juiz determinou a prisão preventiva. A filha está sob os cuidados dos avós paternos.

Reprodução/ TV TEM

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Mulher é enforcada até a morte pelo namorado dois dias após dar à luz"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias