|

Mulher é esfaqueada, morta e queimada por fazer escândalo pedindo drogas

Três suspeitos de matar a auxiliar de serviços gerais Maria Eliza Monteiro, de 36 anos, foram apresentados nesta segunda-feira (5), na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, em Curitiba. O trio foi preso no bairro Cajuru, no fim de semana.

A vítima foi morta a facadas e teve o corpo carbonizado, em 31 de janeiro. Um dos suspeitos foi namorado dela no passado e a motivação teria sido uma discussão por causa de drogas, informou a polícia.

Foram presos Eduardo Adilar Moreschi Silva, 35 anos, Rafael Martins de Oliveira, 30 anos, e Elisson Molina, 34 anos. Silva foi detido enquanto caminhava na rua, na noite de sexta-feira (02). O mandado foi cumprido por policiais civis do 6º Distrito Policial (DP). Já os outros dois suspeitos foram detidos em suas residências na manhã de sábado.

Relembre o crime

De acordo com a polícia, Maria Eliza chegou gritando na casa de um dos suspeitos, pedindo bebidas e drogas, motivo pelo qual foi morta.
“Os suspeitos estavam sob o efeito de álcool e drogas. Após o crime, a dupla deu banho na vítima, amarrou suas mãos, a enrolaram em um lençol e no dia seguinte, levaram o corpo utilizando um veículo Kadet verde e um Fiat/Uno morrom para o bairro Uberaba”, falou o delegado responsável pelas investigações, Cassio Conceição, completando que atearam fogo no corpo.

Conforme investigações, Silva e Oliveira são os suspeitos de cometer o assassinato. O homicídio ocorreu na casa de Silva, responsável pelas facadas na vítima. Já Oliveira teria finalizado o crime dando vários socos e chutes em Maria Eliza. A terceira pessoa identificada pela polícia, foi Molina, suspeito de ajudar na ocultação do cadáver no dia seguinte.

Na delegacia, o trio permaneceu em silêncio, reservando o direito de falar somente em juízo. Todos os envolvidos possuem passagem policial, Silva por tráfico de drogas, Oliveira por receptação, e Molina pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

O trio foi autuado por homicídio. Silva e Molina também responderão por ocultação de cadáver. Os dois veículos – Fiat/Uno marrom e um Kadet verde – utilizados no crime também foram apreendidos pela polícia.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Mulher é esfaqueada, morta e queimada por fazer escândalo pedindo drogas"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias