|

Assentados da PB vão fornecer frango caipira para merenda escolar através de cooperativa

Agricultores de cerca de 30 assentamentos da reforma agrária de várias regiões da Paraíba vão fornecer, a partir deste mês, frango caipira abatido e congelado para a merenda escolar das 34 Escolas Cidadãs Integrais do Governo do Estado, que atendem 11 mil alunos em 25 municípios. Os assentados integram a Cooperativa dos Empreendedores Rurais Rede Agro PB, que venceu, há cerca de 15 dias, uma licitação, no valor aproximado de R$ 1 milhão, para o fornecimento regular, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), de 66 toneladas de frango no período de março a dezembro deste ano.

Em uma reunião na sexta-feira (2), na Secretaria da Agricultura da Paraíba, no Centro Administrativo Estadual, em João Pessoa, representantes do Governo do Estado e da Rede Agro PB discutiram detalhes da criação e do abate das aves, incluindo o levantamento da capacidade de produção de cada associado e dos custos de aquisição dos pintos, da ração, do transporte dos frangos vivos, do abate e do transporte do produto congelado para os pontos de entrega, bem como o valor que os produtores receberão por cada animal.

De acordo com o agricultor assentado e presidente da Rede Agro PB, Jaciel Franklin Pereira da Silva, do Assentamento Canudos, no município de Cruz do Espírito Santo, o encontro teve como principais objetivos organizar a produção dos frangos caipiras de forma a atender a legislação sanitária e definir os calendários de abate e de entrega das aves para esta primeira licitação vencida pela Rede Agro PB, criada há três meses.



Participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater/PB)/Gestão Unificada, que será responsável pela assistência técnica aos produtores, a secretária de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca do Município de Lucena, Edjane Maria Carlos dos Santos, cooperativas que integram a Rede Agro PB, como a Cooperativa dos Agricultores Familiares do Semiárido de Queimadas (Coopravida), a Cooperativa da Agricultura Familiar do Agreste da Borborema (Coafab), a Cooperativa dos Produtores Rurais de Campina Grande e Boa Vista (Coopegrande), a Cooperativa de Produção e Industrialização da Aquicultura e Agricultura Familiar da Paraíba (Cindeas) e a Cooperativa de Avicultores de Galinha Caipira e Agricultura Familiar do Estado da Paraíba (Coopeaves), proprietária de um abatedor, no município de Monteiro, no Sertão paraibano, onde os animais serão processados. 


Assistência técnica

Todos os avicultores ligados à Rede Agro PB serão assistidos pela Emater/PB, através dos assessores técnicos, ambos médicos veterinários, Vicente de Assis Ferreira, que também é consultor do Sebrae/PB na área de avicultura, e Hermano Araújo, ex-superintendente da Emater/PB e ex-presidente do Comitê Estadual de Sanidade Agrícola (Coesa/PB), que também participaram da reunião na Sedap e deram orientações aos representantes das cooperativas que integram a Rede Agro PB.

“Só temos dois objetivos: o bem do produtor rural e o crescimento da avicultura caipira no nosso estado”, disse Vicente de Assis Ferreira.


Preço de mercado

Os avicultores ligados à Rede Agro PB vão receber os mesmos valores pagos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por quilo de frango caipira, de acordo com o presidente da Coopeaves, o médico veterinário Ricardo Morato. Ele explicou que, descontados os custos com o transporte para o abatedor, com o abate, com a entrega dos animais congelados e com os impostos, o preço final pago ao produtor chegará a um valor entre R$ 8 a R$ 10 por cada ave com peso médio de 2,5 quilos.

A expectativa é que os frangos sejam comercializados com pouco menos de 90 dias de vida, o que, de acordo com Morato, reduziria os custos com a aquisição de ração – que tem custo significativo na avicultura.

Os frangos congelados seguirão para os pontos de entrega em embalagens individuais com a marca “Estrela Caipira” – nome fantasia utilizado pela Rede Agro PB. 


Rede Agro PB

Criada em 1º de dezembro de 2017, a Rede Agro PB é a maior cooperativa da Paraíba em seu segmento e possui 222 sócios – representando mais de 500 famílias –, incluindo, além de beneficiários da reforma agrária, agricultores familiares, quilombolas e cooperativas de produtores rurais.

A Rede Agro PB também reúne produtores de macaxeira, inhame, cará, batata doce, melancia e jerimum. Mas, os principais produtos de comercialização da cooperativa são os frangos e ovos caipiras. “Foi a necessidade de organizar a produção avícola e de criar canais de comercialização para as aves caipiras que motivou a criação da cooperativa”, disse Jaciel da Silva.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Assentados da PB vão fornecer frango caipira para merenda escolar através de cooperativa"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias