|

Homicídios na Paraíba somam 1.172 em 2017, 30 a menos que em 2016

O relatório do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), aponta que neste ano, de janeiro a novembro, a Paraíba acumula 2,5% de queda nas ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), com 1.172 casos, contra 1.202 no mesmo período de 2016. Em relação aos homicídios por 100 mil habitantes, este ano a Paraíba pode chegar a uma taxa de 31,8. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (21), durante reunião realizada entre o governador Ricardo Coutinho e gestores das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, no Palácio da Redenção, em João Pessoa.

Segundo o Nace, 10 das 21 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp) apresentam redução na ocorrência de assassinatos. A 1ª Aisp tem 25 CVLI a menos na Zona Norte de João Pessoa. A mesma redução foi verificada na área de Esperança (12ª Aisp). A Zona Sul de João Pessoa (1ª Aisp) tem menos 17 assassinatos. A 5ª Aisp, de Santa Rita, contabilizou menos 12 casos; a 7ª Aisp de Mamanguape teve menos 11 casos; Solânea (3ª Aisp) tem cinco homicídios a menos; a 4ª Aisp de Bayeux menos quatro casos; Itaporanga (17ª Aisp) registrou redução de três casos e a 19ª Aisp de Sousa tem menos um caso.

Os assassinatos de mulheres também diminuíram em território paraibano. Em 2017, de janeiro a novembro, foram 74 casos de CVLI com vítimas do sexo feminino e em 2016, no mesmo período, foram contabilizados 90 casos. Os homicídios de mulheres representam 6% do total de mortes por assassinatos na Paraíba.

Ataques a bancos

Ainda de acordo com os números divulgados, este ano houve uma diminuição de 25% das ocorrências de crimes patrimoniais consumados envolvendo instituições bancárias e agências dos Correios em território paraibano. Em 2017, de janeiro a novembro, o Nace contabilizou 79 casos, enquanto que no mesmo período do ano passado aconteceram 106 ocorrências desse tipo. Houve 15% de redução em relação aos furtos com explosão (75 contra 64 casos); e 64% em relação a furtos com arrombamento (28 contra 10 casos). No que se refere aos roubos, foram cinco casos em 2017, em 11 meses.

Apreensão de armas e drogas

Com relação aos armamentos, 3.182 unidades de revólveres, pistolas e espingardas, entre outros, foram apreendidas em ações de segurança pública. O total de entorpecentes apreendidos foi de 1.957,6 kg de janeiro a novembro de 2017. No mesmo período, em 2016, foram apreendidos 949,61 kg. Houve aumento em todos os tipos de drogas apreendidas: 56% de cocaína (25,61 para 40,1 kg); 68% de crack (50,9 para 85,7 kg); e 110% de maconha (873,1 para 1.831,8 kg).






Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Homicídios na Paraíba somam 1.172 em 2017, 30 a menos que em 2016"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias