|

Homicídios na PB preocupam, mas estado está no caminho certo, diz secretário

Monitor da Violência registrou 32 mortes violentas entre 21 e 27 de agosto, na Paraíba.

 
Diante dos dados do Monitor da Violência, divulgados, o secretário de Segurança da Paraíba, Cláudio Lima, afirmou que a situação é preocupante, mas que a Paraíba é um dos estados que está no caminho certo. De acordo com o levantamento, a Paraíba registrou 32 mortes violentas entre 21 e 27 de agosto.
“Estamos ilhados porque os estados vizinhos, proporcionalmente, têm mais que o dobro dos homicídios que nós temos, principalmente os limítrofes. Enquanto a Paraíba teve pouco mais de 30 homicídios neste período, teve estado que teve 105. Teve estado com população menor que a nossa que teve 70. Isso demonstra um quadro preocupante, mas a Paraíba se destaca – não porque esteja um mar de rosas – mas porque vem fazendo um trabalho que vem dando certo e vem também demonstrando preocupação com os crimes contra a vida”, declarou o secretário.
Os números integram um levantamento nacional feito pelo G1, que é o ponto de partida de uma parceria com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O projeto tem um nome: Monitor da Violência. Com uma série de iniciativas que envolvem reportagem e análise de dados, o projeto vai fazer o acompanhamento desses e de outros casos de violência no país.
“Temos um acúmulo de vários anos em que não houve prioridade em áreas sociais no Brasil, e a segurança foi uma delas”, disparou o secretário.
De acordo com Cláudio Lima, o levantamento feito aponta na mesma direção dos dados da Secretaria de Segurança. “Quem mais morre são os jovens de até 29 anos, o pardo, o negro. Os instrumentos utilizados, na sua maioria, ainda são a arma de fogo, o revólver .38. Mas é uma constatação, não existe um estudo científico sobre isso”, esclareceu o auxiliar do governo estadual.
O Governo da Paraíba combate as mortes violentas por meio de um modelo de gestão “diferenciado”, conforme explicou Cláudio Lima. “Eu acho que o grande diferencial é ter realizado mudanças e, principalmente, ter investido não só em materiais, mas em pessoas, num modelo de gestão que premia, estabelece metas e possa, também, buscar resultados”, informou.

Dados do Monitor da Violência

Paraíba registrou 32 mortes violentas entre 21 e 27 de agosto. São 31 casos de homicídios e um caso em que a polícia não concluiu à época do registro do crime se havia sido latrocínio. Somente em um dos casos registrados, um comerciante reagiu a um assalto e matou três assaltantes.
Além desse caso, na semana monitorada pelo G1, o homicídio do padre Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos, na cidade de Borborema teve destaque. O corpo do religioso foi encontrado enrolado num lençol, com muito sangue espalhado pela casa paroquial, onde a vítima vivia.
Conforme os dados registrados pelo G1 na semana analisada, o perfil comum das vítimas de morte violenta na Paraíba é do sexo masculino, pardo, com idade entre 30 e 59 anos. Ainda de acordo com os dados, a maior parte das mortes foram registradas no turno da tarde (entre 12h e 17h59) e na região do Agreste da Paraíba, com 14 mortes. A Região Metropolitana de João Pessoa, por sua vez, se destacou com 11 mortes registradas no período.
Foram 29 vítimas do sexo masculino e três vítimas do sexo feminino. Todas as vítimas foram identificadas pelo Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC) como de etnia parda. A faixa etária com maior número de vítimas foi entre 30 e 59 anos, com 14 mortes. As vítimas consideradas jovens, com idade entre 18 e 29 anos, aparecem em seguida com 13 mortes. Um adolescente e quatro idosos ainda constam entre as vítimas na Paraíba da semana analisada.
G1PB

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Homicídios na PB preocupam, mas estado está no caminho certo, diz secretário"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias