|

A inesperada descoberta sobre 'torre dos crânios' dos astecas no México

Ao longo dos últimos séculos, ela era conhecida no México, onde era passada de geração a geração: a história sobre uma "torre de crânios" que espalhava medo e pavor entre nos conquistadores espanhóis.

Relatos diziam que a estrutura era composta de milhares de cabeças de guerreiros decapitados.

Por 500 anos, os crânios ficaram intactos sob o solo daquela que um dia foi a capital asteca, Tenochtitlán, no local onde hoje fica a Cidade do México.

Até que, há dois anos, um grupo de arqueólogos descobriu os primeiros crânios - dando início à revelação de seus segredos.

Uma das descobertas mais recentes surpreendeu os pesquisadores: os crânios eram de homens jovens, mas também de mulheres e crianças - o que obriga historiadores a repensar seus conhecimentos sobre o assunto.

"Nós estávamos esperando encontrar apenas homens, homens jovens, como soldados costumam ser. Você nunca vai imaginar mulheres e crianças indo para a guerra", afirmou à agência de notícias Reuters Rodrigo Bolanos, um dos antropólogos biológicos que participaram da pesquisa.

"Algo está acontecendo, algo sobre o que não temos nenhum registro. Isso é realmente novo, uma primeira descoberta."

(G1 )

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "A inesperada descoberta sobre 'torre dos crânios' dos astecas no México"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias