|

Saúde alerta para mudança no perfil do vírus da gripe e recomenda vacinação

O subsecretário de Vigilância em Saúde da Secretaria estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, alertou que o vírus da gripe predominante este ano é o B. Segundo ele, trata-se de um vírus relativamente novo e, por isso, nem toda a população teve contato com ele e, consequentemente, não desenvolveu anticorpos contra a doença.

— Este ano, há uma mudança no perfil com aumento de casos por influenza B, vírus relativamente novo. Há uma alternância dos vários tipos de vírus que existem ao longo dos anos, e o H1N1 predominou por muito tempo. Agora é o Influenza B que está aparecendo. É preocupante porque ele começa agora a circular na cidade. A melhor forma de a gente prevenir é vacinando as pessoas — afirmou.

De acordo o subsecretário, mesmo sendo um processo natural da alteração do vírus, devido às variações do local e da população, ele não deve ser ignorado, e as pessoas devem ser imunizadas contra a doença em todo o estado.

A vacina aplicada na rede pública protege contra essa nova linhagem e também contra o H1N1 e H3N2. Iniciada no dia 17 de abril, a campanha vai até o dia 26 de maio. O dia D será no próximo sábado. No município do Rio, mais de 500 postos de vacinação serão disponibilizados, das 8h às 17h, nas unidades de saúde e em diversos pontos da cidade, como igrejas, escolas e associações de moradores.

Os grupos prioritários da campanha são crianças de 6 meses a menos de 5 anos de idade, gestantes, maiores de 60 anos, mulheres com até 45 dias do parto, trabalhadores da saúde e indígenas. Este ano também estão no público-alvo os professores das redes pública e privada, trabalhadores do sistema prisional, adolescentes privados de liberdade e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

No estado, a estimativa é vacinar 4 milhões de pessoas até o fim da campanha. No entanto, até a última segunda-feira, haviam sido aplicadas apenas 832.994 doses, segundo o registro feito pelos municípios. O número representa 20% do público-alvo. No município, 1,4 milhão de pessoas devem ser imunizadas.

— Este ano, a procura está bastante baixa, a gente já está no meio da campanha de vacinação e apenas 20% do público-alvo foram vacinados. Estamos alertando para a necessidade da vacinação, considerando que estamos chegando no período mais frio do ano, quando aumenta a circulação do vírus da gripe e, consequentemente, há aumento do número de casos — afirmou o subsecretário estadual de Saúde.

De acordo com o governo, a diminuição de óbitos relacionados à doença este ano e a procura pela vacina contra febre amarela podem ter contribuído para a baixa imunização até o momento.



— Eventualmente, algumas pessoas podem estar preocupadas com tomar as duas vacinas, mas é importante deixar claro que são vacinas diferentes, com formulações diferentes e não há contraindicação caso a pessoa tenha tomado a vacina da febre amarela também se vacinar contra a gripe — disse Chieppe.

Ainda segundo o secretário, a vacina contra a gripe pode ser aplicada junto com outras vacinas, incluindo a de febre amarela, e com medicamentos.

Segundo o Ministério da Saúde, o número de casos confirmados de gripe ao longo do ano passado chegou a 12.174. Ao todo, 2.220 pessoas morreram por causa da doença, sendo 1.982 (89,5%) decorrentes da cepa Influenza A, ou H1N1.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Saúde alerta para mudança no perfil do vírus da gripe e recomenda vacinação"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias