|

Polícia chega a 69 veículos apreendidos e 20 envolvidos em roubos e clonagens na Capital

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) da Capital, desencadeou, na manhã desta quarta-feira (24), a “Operação Clone III”. Foram 15 pessoas conduzidas à Sede da Central de Polícia, no bairro do Geisel, entre cumprimentos de mandados de prisão temporária, prisão em flagrante e ainda conduções coercitivas.  O saldo das operações Clone é positivo: apreendeu 69 carros e mais de 20 pessoas foram presas, o que representa a maior operação no Brasil envolvendo veículos roubados.
De acordo com o delegado Nélio Carneiro, a ‘Operação Clone III’ é um desdobramento das outras duas versões, a Clone I e II, nas quais foram apreendidos mais de 60 veículos, uma oficina mecânica foi fechada e uma loja de sucatas. “Nas duas etapas anteriores, nós focamos em quadrilhas que negociavam carros roubados e que eram clonados para serem comercializados de forma legal. Nesta última ação da Clone, nós mantemos o foco em pessoas que movimentavam a documentação ilegal desses veículos. Chegamos a diversos nomes, inclusive, a de pessoas que já tinham sido presas nas duas versões anteriores e que ainda estão usando tornozeleira eletrônica”, disse a autoridade policial.
Entre os presos estão três policiais militares: o cabo da PM Luciano Silva (prisão temporária); o major reformado José Fernandes Sobrinho (foi autuado em flagrante por receptação); e o sargento da PM Severino dos Ramos Tibúrcio da Silva (prisão temporária). Segundo o corregedor da Polícia Militar, coronel Severino do Ramo Gerônimo, será instaurado um conselho de disciplina que avaliará a participação dos policiais envolvidos, o que poderá acarretar na expulsão da corporação. “A Polícia Militar está acompanhando de perto esta investigação e o conselho disciplinar vai apurar a conduta deles no exercício da função. O procedimento terá a duração de 30 dias. Por enquanto, eles ficarão presos na sede do 1º Batalhão de Polícia Militar, aguardando as decisões da Justiça”, afirmou o corregedor.
Além dos policiais, foram presos: João Batista Ferreira Júnior, empresário e corretor de veículos, que foi preso em Sertânia (PE) e estava com um veículo roubado; José Valter Barbosa, atuava como despachante em Santa Rita e negociava carros roubados; José Fernandes Júnior, adquiria veículos clonados e roubados; Nilson Fernandes da Silva; Rodrigo Rosseto Nogueira; entre outros que já tinham sido autuados nas outras versões da Clone e que ainda mantinham ligações criminosas com o restante da quadrilha, apesar de estarem usando a tornozeleira eletrônica.
CLONE – As duas primeiras versões da ‘Operação Clone’ foram desencadeadas em 2016. Na primeira, foram apreendidos 14 veículos e quatro pessoas foram presas. Na segunda fase, as apreensões chegaram a 50 carros e outras três pessoas presas e nesta última etapa, mais de dez pessoas foram presas e ao todo 69 veículos foram recolhidos.
Ainda conforme o delegado Nélio Carneiro, a ideia é que mais etapas da ‘Operação Clone’ sejam desencadeadas, já que algumas pessoas envolvidas ainda estão foragidas. “As investigações continuam e possivelmente essa soma de pessoas presas e de veículos apreendidos ainda aumente”, finalizou.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Polícia chega a 69 veículos apreendidos e 20 envolvidos em roubos e clonagens na Capital"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias