|

PMs e irmã do agente Diogo são presos em operação que investiga fraudes em concursos

A irmã do agente Diogo Nascimento, Dayane Nascimento de Souza, está entre as pessoas presas na segunda etapa da Operação Gabarito, nesta sexta-feira (12). A informação foi confirmada pelo advogado de defesa, Eduardo Luna.
Dayane é guarda municipal em Bayeux, na Grande João Pessoa e, segundo o advogado
de defesa, está sendo investigada não por ter se beneficiado do esquema criminoso, mas por integrar a quadrilha que o comanda.
Eduardo Luna também informou que o carro de Dayane foi apreendido pela Polícia Civil. Ele falou que a cliente nega qualquer envolvimento com fraudes em concursos e disse que vai apurar os autos da investigação e possivelmente entrará com um pedido de habeas corpus.
Ainda conforme o advogado, Dayane Nascimento foi presa por força de mandado de prisão temporária, cuja validade é de cinco dias, com possibilidade de prorrogação por igual período.
Policiais presos
A reportagem conseguiu apurar que um casal de policiais militares também está entre os presos. Segundo o advogado deles, Luiz Pereira, a Polícia Civil desconfiou da mulher, aprovada tanto no concurso da Polícia Militar, quanto no da Guarda Municipal. Ao cumprir mandado de busca e apreensão na casa do casal, policiais encontraram uma pequena quantidade de droga no colete do policial.
A defesa alega que o entorpecente foi apreendido em uma operação e o policial esqueceu de entregá-lo em uma delegacia. Mesmo assim, o casal de PMs deverá responder por peculato.
A Polícia Civil não divulgou por qual motivo desconfiou da policial. O órgão diz que só vai se pronunciar oficialmente sobre a operação em coletiva de imprensa marcada para a próxima segunda-feira (15).
Entenda o caso 
Dezenove pessoas foram presas no último domingo (7) suspeitas de envolvimento em quadrilha responsável por fraudes em concursos municipais, estaduais e federais.
Segundo o delegado Lucas Sá, que comandou as investigações, o esquema funcionava desde 2005 e estima-se que mais de 500 pessoas tenham sido beneficiadas com fraudes em pelo menos 60 concursos em vários estados do país. Na Paraíba, a suspeita é de que 20 concursos tenham sido fraudados, totalizando cerca de 200 aprovados ilegalmente.
Ainda conforme as investigações, pelo menos R$ 18 milhões já teriam sido lucrado pela quadrilha.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "PMs e irmã do agente Diogo são presos em operação que investiga fraudes em concursos "

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias