|

Governo utilizará 1,5 mil militares para cumprir decreto de Temer

Ministério da Defesa informou na quarta-feira (24) que serão empregados 1,5 mil militares para cumprimento do decreto de garantia da lei e da ordem no Distrito Federal – 1,3 mil do Exército e 200 fuzileiros navais.
Todos os homens são de unidades militares de Brasília, informou a assessoria do ministério.
De acordo com o governo, o decreto será revogado quando se considerar que a ordem estiver restabelecida.
O uso das Forças Armadas para a chamada garantia da lei e da ordem (GLO) foi autorizado por Temer após milhares de manifestantes ocuparem a Esplanada dos Ministérios para pedir a saída dele do governo. O protesto terminou com 7 presos, 49 feridos e prédios públicos queimados e depredados.
Ao anunciar a assinatura do decreto por Temer que autoriza o uso das Forças Armadas, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a decisão era motivada por pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Nesta quarta, Maia disse que pediu ao presidente Michel Temer o emprego da Força Nacional – e não das Forças Armadas.
De acordo com a assessoria do Ministério da Defesa, não há efetivo suficiente de agentes da Força Nacional que pudesse ajudar a controlar a manifestação em Brasília.
Por isso, segundo o ministério, a solicitação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não pode ser atendida. A solução, diante da falta de condições da PM do Distrito Federal para manter o controle da situação, foi convocar os militares.
(Com Informações do G1)

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Governo utilizará 1,5 mil militares para cumprir decreto de Temer"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias