|

Protesto em JP pede prisão de Rodolpho 78 dias após atropelamento de Diogo

Mais um protesto foi registrado na tarde deste domingo (9) pedindo justiça para o agente de trânsito Diogo Nascimento, que morreu após ser atropelado na madrugada do dia 21 de janeiro durante uma blitz da Lei Seca em João Pessoa. A manifestação ocorreu no Busto de Tamandaré, entre as praias de Tambaú e Cabo Branco, na Capital.
Trajando roupas pretas, usando máscaras e segurando cartazes, os manifestantes pediram a prisão do acusado do crime, Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, que segue em liberdade 78 dias após o atropelamento.
O suspeito de atropelá-lo, Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, teria desobedecido ordem de parada e avançado um Porsche que conduzia sobre o agente. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas morreu.
A Justiça pediu que Rodolpho fosse preso, mas o desembargador Joás de Brito concedeu habeas corpus na madrugada do dia 22 de janeiro, antes mesmo do suspeito ser detido. O carro dele foi apreendido. Durante a semana que se sucedeu ao atropelamento, a Polícia Civil e o Ministério Público da Paraíba formularam novo pedido de prisão de Rodolpho.

Em março, a Camara Criminal decidiu não reavaliar o habeas corpus concedido a Rodolpho.
A decisão argumentou que o processo “perdeu o objeto, uma vez que Rodolpho já se tornou réu”.
A defesa de Rodolpho alega que ele está colaborando com as investigações, entregou Carteira de Habilitação e o passaporte e que não há impunidade porque todos os requisitos legais de ampla defesa e direito ao contraditório vêm sendo cumpridos.
Portal Correio

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Protesto em JP pede prisão de Rodolpho 78 dias após atropelamento de Diogo"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias