|

Relacionamento à distância dá certo?

Quando a gente embarca em um relacionamento à distância, qualquer alternativa pra se manter pertinho de quem se ama é bem-vinda. E-mails, facetime, Skype, Whatsapp, viagens pra cá e pra lá. E, por mais que a tecnologia trabalhe pra reduzir distâncias, viver longe dá aquele apertinho no peito, né?

Tanto é que muita gente questiona se vale a pena mesmo viver um amor desses. A verdade é que, como em tantos outros tipos de relacionamentos, há pontos negativos e positivos. O que vale é saber que eles existem e tentar tirar o maior proveito deles. Vamos a eles?
Pontos positivos1. A saudade faz a gente querer ficar coladinho
Basta não ter o par ao nosso alcance que começa a aumentar a vontade de encontrar logo! Valorizar e esperar ansiosamente é super normal, segundo Fabiane Curvo, psicóloga. “Isso é um comportamento comum no ser humano. Sentimos falta daquelas atividades diárias, da rotina a dois. Os pequenos hábitos e gestos passam a ser desejados diariamente”. Para a expert, é importante ressaltar que nem sempre a saudade precisa ser sinônimo de sofrimento. “Ela não significa abandono. É preciso olhar a falta do parceiro não com a dor da distância, mas com a alegria de amar aquela pessoa e a expectativa dos bons momentos juntos”, afirma.

2. A gente exercita a paciência
Em um relacionamento à distância, há temas de sobra pra gente trabalhar e melhorar, como
a carência, a insegurança, o ciúme etc. “A distância pode, sim, desenvolver a paciência na maneira com a qual nos relacionamos. Por exemplo, quando estamos em uma convivência contínua, às vezes descontamos os problemas da rotina em quem está perto. Já quando o outro está longe, há uma maior cumplicidade e paciência”. Ou seja, o outro se torna aquele ombro amigo para desabafarmos no final.

3. A gente descobre como exercer a individualidade
E isso é tão importante, amiga. Para a psicóloga, é fundamental descobrir quem você é na sua essência, do que você gosta. “Geralmente, quando se entra em um relacionamento, há uma fusão. Há alguns hábitos que você não sabe mais se realmente tem ou se você faz porque o outro faz também”, diz. Quer um exemplo? Você não sabe mais se toma café todo dia porque gosta ou se é porque seu/sua namorado(a) faz. “Se conhecer melhor e não depender de ninguém pra realizar uma atividade traz muita segurança e faz bem pra autoestima”, revela. Quanto mais você se conhece, maior é a tendência do relacionamento durar mais, inclusive. “A pessoa precisa saber que sua própria personalidade está aquém do outro e, caso haja uma separação, ela vai manter sua individualidade preservada”, explica.

4. Pode ser um momento para descansar de um relacionamento longo
No caso de pintar uma distância no meio do relacionamento, não encare como algo ruim. Pois, acredite, há algo de muito positivo na distância: redescobrir o que é seu e o que é do outro. “Dessa forma, estar longe permite conectar novamente com alguns interesses/amigos que se perderam, seja por causa da falta de tempo ou de habilidade para conciliar tudo”, afirma.

5. Não é cansativo
Pode até parecer um ponto “bobo”, mas não é. Se você colocar na ponta do lápis o tempo que precisa dividir com amigos, família, cursos, trabalho, academia, hobbie etc, um namoro à distância não parece tão mal assim. “Quando o relacionamento exige tempo demais, fica muito difícil… É por isso que cansa! Longe da companhia é possível arrumar a agenda e desenvolver a habilidade de se organizar novamente, sem precisar perder nada”, diz. Outro ponto ressaltado pela psicóloga é trabalhar o “lado bom” da saudade, com a valorização do amor e a expectativa do encontro.
Fonte: R7

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Relacionamento à distância dá certo?"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias