|

IMAGENS FORTES! População apedreja e tenta queimar viva uma mulher.

Uma mulher de 30 anos, identificada como Lucinete da Costa Gama, acusada de incendiar a própria casa, provocando a morte de uma criança e deixar outras duas com terríveis queimaduras, foi espancada por pessoas revoltadas, que invadiram a 73ª Delegacia Interativa de Polícia do município de Novo Aripuanã (distante 277 km de Manaus), na tarde desta terça-feira,7, para fazer justiça com as próprias mãos.

Lucinete provocou o incêndio mesmo sabendo que sete membros de sua família estavam dentro do imóvel, entre os quais três crianças que foram levadas em estado grave para o hospital de Novo Aripuanã e uma delas, de 2 anos de idade, não resistiu às queimaduras e morreu horas depois, revoltando a população do município, que foi para a frente da delegacia assim que soube da prisão da acusada.

A mulher foi jogada no fogo e ficou bastante queimada

Ao lado da delegacia, a mulher acusada de atear fogo na casa e provocar a morte da criança 

Antes da invasão da unidade policial, o grupo de pessoas revoltadas ateou fogo em um carro fora de uso, apreendido há vários meses, que estava no estacionamento interno da delegacia.

Para evitar que Lucinete fosse arrastada para a rua e espancada até a morte, e depois ter o corpo jogado no fogo ateado em um dos carros que estava no estacionamento da delegacia, os policiais tiveram de agir com rigor e chegaram a disparar tiros de alerta durante a invasão.

Policiais da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) da Polícia Civil do Amazonas foram enviados em caráter de urgência para Novo Aripuanã, depois que o delegado titular da Delegacia Interativa do município, Vinícius de Melo, comunicou à Secretaria de Segurança Pública e à Delegacia Geral, em Manaus, do que estava acontecendo em Novo Aripuanã.

População se aglomerou na frente da delegacia assim que soube que
 acusada estava presa (Fotos: Divulgação)

Quase no final da tarde, a informação que chegava à capital indicava que a situação na delegacia do município já começava a ser normalizada com a chegada do Grupo Fera, para resguardar a integridade da mulher presa. O patrimônio público também foi protegido, tendo em vista que algumas partes do prédio foram depredadas e equipamentos internos da unidade policial também foram danificados durante a revolta da população.

VEJA O VÍDEO!

A 73ª Delegacia Interativa de Polícia de Novo Aripuanã foi invadida e depredada pela população revoltada

A informação mais recente sobre a ocorrência em Novo Aripuanã indica que Lucinete foi trazida para Manaus, como medida de segurança, pelos policiais da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) no começo da noite desta terça-feira e está internada com queimaduras graves no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto.

As duas crianças que sobreviveram também foram trazidas para Manaus e estão internadas no Hospital Joaozinho.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

                                                   

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "IMAGENS FORTES! População apedreja e tenta queimar viva uma mulher."

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias