|

Brasileiros acusados de tráfico são queimados vivos na Bolívia

Acusados de assassinato, os brasileiros Rafael Max Dias e Jefferson Castro Lima foram retirados à força de um posto policial, por cerca de 300 moradores da cidade de San Matías, no leste da Bolívia, e foram queimados vivos.
Segundo a polícia do país vizinho, os brasileiros eram acusados de tráfico e assassinar três, em um aparente caso envolvendo o tráfico de drogas. Enfurecidos, os moradores da pequena cidade, jogaram gasolina e atearam fogo nos suspeitos.

“Os dois foram queimados a cinco metros da porta do posto policial”, confirmou o oficial Grover Ramos ao site do jornal El Deber, de Santa Cruz, região que engloba San Matías.

A dupla era suspeita de matar a tiros, na segunda-feira, 13, os bolivianos Paulino Parabá Ramos, 33 anos, Banderley Costas Parabá, 27, e Edgar Suárez Rojas, 26.

Os acusados foram detidos na tarde desta terça-feira, “na região de Fátima, e quando a população tomou conhecimento do fato, foi até o posto policial, invadiu o local e arrancou os homens a força”, disse Ramos, oficial da Força Especial de Luta contra o Narcotráfico (FELCN).

“Era impossível controlar esta gente. Temos sete policiais, nada mais”, justificou Ramos. San Matías, A 1,3 mil km a leste de La Paz, fica na fronteira com o Brasil e tem apenas dez policiais.

Fonte: Da redação, com informações de o altoacre.com

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Brasileiros acusados de tráfico são queimados vivos na Bolívia"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias