|

Após tomar posse, prefeito na PB anuncia renúncia de próprio salário e corte de 30% em secretarias

O prefeito empossado de São Bento, Jarques Lúcio, do DEM, anunciou, neste domingo (1º), que vai renunciar o direito ao seu salário como agente político. A economia, em quatro anos, chegará à R$ 960 mil reais, já que a remuneração de prefeito na cidade gira em torno de R$ 20 mil. O gestor tomou posse nesta manhã na Câmara Municipal.
“O Brasil vive a maior crise da sua história, do ponto de vista financeiro, do ponto de vista político, do ponto de vista moral. São Bento vive também paralelamente a pior crise da sua história. Tem um Instituto de Previdência falido, tem atraso de folha de pagamento, então São Bento vive o pior momento administrativo”, justificou Jarques Lúcio.
O prefeito informou também que manterá seus vínculos com o Hospital Universitário, onde é concursado, e do Hospital Santa Isabel, ambos em João Pessoa. “Esses vínculos juntos me darão a metade do valor que eu receberia como prefeito. Eu vou fazer o corte para mim de 50%, para o município ficará todo 100% do meu salário”, disse.
Além da renúncia dos vencimentos, Jarques informou que das dez secretarias em São Bento, três permanecerão sem titularidade, gerando uma economia de 30% em relação ao número de pastas. As secretarias que ficam sem titulares são as de Meio Ambiente, Assessoria Especial e Esporte, Cultura e Lazer.

Compartilhe :

veja também

0 comentários Em: "Após tomar posse, prefeito na PB anuncia renúncia de próprio salário e corte de 30% em secretarias"

Deixe um comentário!

Atenção: Não escreva pornografia ou ofensa pessoal.

Faça seu orçamento sem compromisso!
Faça parte desta campanha! Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs Publicidade how to make gifs

últimas notícias